Fundo - Páginas - Céu.png

Palestra "A literatura não é chata"

Página 09 – 02 - Palestra - Por Fernão Duarte.jpg
Página 09 – 01 – Palestra - Por Fernão Duarte.jpg

Através de uma linguagem acessível e informal, eu apresento aos alunos 10 motivos que comprovam a importância da leitura para nossa independência intelectual, buscando convencê-los a dar uma chance para os livros.

Entre estes motivos, destaca-se a ideia central de que só é verdadeiramente livre e independente quem aprende a pensar com a própria cabeça, sendo a literatura um meio muito eficiente de desenvolver esta rara habilidade.

 

O objetivo da atividade é mostrar aos alunos que os livros podem ajudá-los efetivamente em seu dia a dia e na resolução da maioria dos problemas que os afligem. De modo que os 10 motivos listados são bastante práticos e sintonizados com a linguagem e a realidade de nossos adolescentes.

 

Desde 2013, a palestra A literatura não é chata já passou por mais de uma centena de escolas de Carazinho, Não-Me-Toque, Rondinha e Sananduva.

Duração: aproximadamente 60 minutos.

Faixa etária: a partir do 6º ano.

Depoimentos

Quando vi a Jana pela primeira vez, já sabia que ela iria voar muito alto! Seus olhos transbordavam uma energia e uma sede de fazer algo nesse mundo, a fim de torná-lo um lugar melhor de se viver, com menos preconceitos, fugindo dos paradigmas e rasgando os moldes que ainda insistem em tornar as pessoas presas a alguém ou alguma coisa. E ela soube muito bem sacudir os jovens sananduvenses, pondo-os a pensar e a expor suas ideias e seus sentimentos através das suas brilhantes palestras, instigantes workshops e da sua maravilhosa arte de falar e escrever! O resultado de tudo isso não poderia ser diferente! Novos leitores surgiram, críticos também, e inúmeros desses adolescentes tiveram a coragem de escrever seus primeiros contos! Ela realmente fez a diferença na vida desses jovens, estimulando-os a caminhar com suas próprias pernas! Seu trabalho é brilhante!

 

(Silvia Regina Tartari Neves, diretora da Escola de Arte de Sananduva/RS).

Em 2016, eu e minha turma do Colégio Notre Dame Aparecida, de Carazinho/RS, fomos até o Sesc assistir uma palestra da Jana Lauxen. Eu posso dizer que foi maravilhosa, engraçada, divertida e muito interessante. Foi a primeira palestra que não senti vontade de ir embora ou dormir.

Neste dia também fiquei muito surpreso em vê-la capturar a atenção de um auditório cheio de adolescentes de escolas públicas e particulares, que nem piscavam pra não perder nenhum momento da conversa. Isso foi incrível.

E ainda lembro que, no fim da palestra, se formou uma fila enorme, pois todos queriam falar com a Jana e tirar fotos (eu, claro, era um deles). Ela atendeu a todos com muito carinho e educação. Em seus olhos pude ver seu amor pela literatura e a esperança em nós.

 

(Fabrício Bueno Fernandes, na época aluno do 7º ano do Colégio Notre Dame Aparecida de Carazinho/RS). 

Jana Lauxen conversou com os alunos da Escola Ernesta Nunes em julho de 2017. Numa manhã fria de inverno, nossos jovens aqueceram suas almas ouvindo experiências, trocando ideias e revelando talentos, tornando inesquecível aquele momento cultural.

Falar abertamente de medos, traumas, desafios, inspirações, superações (e muito mais), garantiu a interação da plateia, que se manteve atenta e participativa o tempo todo. 

Por isso, só temos a agradecer essa oportunidade, possível graças a uma parceria com o Sesc/Carazinho. Nosso desejo é que, futuramente (quem sabe em breve!), possamos organizar um novo encontro com a escritora.

 

(Jocelene Trentini Rebeschini, professora da Escola Estadual Ernesta Nunes, de Carazinho/RS).

Trabalhos em sala de aula

Palestra A literatura não é chata na escola e além